terça-feira, 30 de julho de 2013

A EVOLUÇÃO DO CARRÃO

A EVOLUÇÃO DE UM DOS NOSSOS CLÁSSICOS Se falarmos em carros clássicos, a imagem do Fusca é uma das primeiras que vêm à nossa cabeça. Foi produzido pela Volkswagen desde 1938 até 2003, com várias nuances e histórias particulares em diferentes lugares do mundo ao longo deste período. Com seu particular desenho perdurou por várias décadas, coexistindo com gerações de veículos que iam sendo fabricados paralelamente. Esta forma peculiar também fez com que o carro fosse apelidado de muitas formas segundo os países, como “besouro” em alguns lugares da América Latina. Foi o primeiro carro produzido pela Volkswagen. E poderíamos dizer, simplificando um pouco a complexa história, que a famosa marca se formou graças ao Fusca. Num início, várias empresas e até mesmo o governo estavam envolvidos em sua fabricação. Nos anos 30, devido a recessão que a Alemanha sofria, era necessário aumentar a sua frota e dinamizar a indústria automotiva. Até aquele momento, o país produzia automóveis de luxo montados à mão, e seus preços eram muito altos. A idéia então era produzir um carro pequeno, econômico e de uma produção mais fácil e maciça. De fato “Volks Auto” ou “Volks Vagen” podem ser traduzidas como “carro popular”. O próprio Hitler quando assume o poder apóia a fabricação deste carro. Sua idéia era reativar a economia, e via na produção de veículos um ponto chave para o crescimento industrial. O chanceler alemão até deu uma série de indicações de como deveria ser o carro, baseado na idéia de que pudesse ser adquirido por toda a população. Para finais da década de 1930 os primeiros modelos já eram comercializados. No Brasil a história do Fusca começa nos anos 50. No início, foram importados alguns modelos que entraram pelo porto de Santos. Permaneceram aí em exposição e os primeiros veículos foram vendidos por sessenta mil cruzeiros, tendo um sucesso quase instantâneo. As principais companhias de seguros de carro da época têm em seus arquivos dados surpreendentes da quantidade de Fusca assegurados a partir daquele então. Em seguida o Fusca passou a ser produzido no país graças ao incentivo à indústria nacional de Getúlio Vargas. Em 1953 a fábrica da Volkswagen se instala no bairro de Ipiranga na cidade de São Paulo, onde se faz a montagem. Depois de várias modificações ligeiras em suas partes e de algumas interrupções na fabricação, a última fase de produção do Fusca começa em 1993 e termina definitivamente em 1996. Depois disso, houve outras 2 gerações de Fusca, com algumas adaptações, formas mais dinâmicas de acordo com o estilo de começos do século XXI. O carro foi tão popular no Brasil, que todo 20 de janeiro se celebra o chamado Dia do Fusca. Nessa data, colecionadores e aficionados se reúnem para comemorar com eventos a chegada deste carro ao mundo automobilístico brasileiro. Hoje em dia, há empresas de seguros de carro que fazem coberturas especiais com algum tipo de desconto ou benefícios para este tipo de carros clássicos.

2 comentários:

  1. Muito legal o artigo, esta de parabens! Sou um de muitos amantes do Fusca!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado German, continue nos lendo...

    ResponderExcluir